Ambientes Casa Cor SP 2019

O que teve de novo na edição desse ano? Muita coisa linda inspirada na natureza!!!

Casa Dendê

O projeto da Casa Dendê foi realizado pelo arquiteto Nildo José utilizando produtos da Duratex. A referência da proposta foi a sua terra natal, a Bahia, e mesmo utilizando diversos elementos próprios da região, o resultado é completamente diferente da arquitetura tradicional de lá.

As garrafas de areia em tons crus expostas nas prateleiras delgadas contrastam com a parede de ripado escuro, mas de longe lembram as coloridas paisagens comercializadas pelos artesãos.

Outra referência é o piso de pedaços de pedras, comumente vistos nas calçadas e até mesmo dentro das residências, vindos do reaproveitamento de pisos e azulejos das obras. A versão do Nildo José vem refinada, com a utilização de material nobre.

 

 

 

 

 

Casa Grão

Uma casa jardim!!! O conceito aberto foi criado pelo escritório Très Arquitetura tem estrutura metálica com amplas portas de vidro e conta com living, sala de jantar com uma pequena cozinha (que se mistura ao jardim da lateral) e suíte.

Todos os ambientes repletos de folhagens nativas integradas em jardins (confeccionados por Bia Abreu). Como revestimento principal a trend do granilite.

E a decoração é um charme: Preto| branco| madeira e verde em estilo contemporâneo.

 

Casa das Sibipirunas

Iluminação natural e o respeito espacial com todas as espécies naturais do local fazem parte da essência da Casa das Sibipirunas, do arquiteto Otto Felix.

A estrutura de sustentação da cobertura translúcida se estende para as paredes como pergolado e assim, teto e paredes permitem a entrada da luz natural de forma única. 

Na sala de estar da foto, a predominância dos tons neutros está em tudo, com poucos toques coloridos nas peças artesanais e no mobiliário. Item de destaque: a lareira em aço preto fosco que circula por vários estilos, inclusive o natural deste projeto! 

 

 

Casa Sumê

A Casa Sumê é extremamente impactante. Idealizada por Gustavo Neves, já na sua entrada apresenta uma porta com esculturas de devoção e libera uma energia bem própria. A textura das paredes externas e muros feitas com terra trazem o mais simples da construção, o que hoje ainda predomina na arquitetura sertaneja do Brasil. 

Internamente, piso, paredes e tetos em concreto transmitem uma rusticidade que indicam uma casa milenar, sensação quebrada apenas por alguns elementos e tecnologias típicas da arquitetura contemporânea atual.

Bancadas e detalhes no piso com Cosentino deixaram sua marca de forma não tradicional no ambiente. Formatos naturais foram explorados lindamente.